04. A Cidade dos Ladrões

A Cidade dos Ladrões

A Cidade dos Ladrões

Título original em Inglês:
City of Thieves

Título em Português (PT):
A Cidade dos Ladrões

Numeração original:
#5

Autor:
Ian Livingstone

Lançamento (edição original):
Setembro de 1983

Ilustrações:
Iain McCaig

Ilustração da capa por:
Iain McCaig

Tradução para Português-BR:

O terror ronda a noite, quando Zanbar Bone e seus Cachorros da Lua, sedentos de sangue, submetem a próspera cidade de Silverton à opressão. Você é um aventureiro, um guerreiro de aluguel, e os mercadores de Silverton apelam para você na hora da necessidade.

Sua missão o leva às ruas escuras e sinuosas de Porto Blacksand em busca de informações vitais, sem as quais a derrota definitiva do inimigo é impossível. Ladrões, vagabundos e criaturas da noite estão à espera para emboscar o viajante incauto. Depois, além do porto, está a aventura mais assustadora de todas – o reduto na torre do próprio Príncipe da Noite, Zanbar Bone!

Os eventos da aventura tomam início em um anoitecer na cidade de Silverton, em Allansia. O herói, um aventureiro habilidoso, chega até a vila apenas de passagem, mas nota que o lugar é tomado pelo medo. Os moradores se trancam dentro de suas casas com a vinda da noite. Na estalagem local, o aventureiro é procurado pelo prefeito da cidade, Owen Carralif e por um grupo de aldeões, avisados sobre a vinda do herói. Lá ele descobre que o Príncipe da Noite, Zanbar Bone, aterroriza a vila, mandando todas as noites os temíveis e poderosos Cães da Lua, animais sanguinários e violentos que matam qualquer cidadão despreparado. Tudo isso se deu quando Zanbar Bone pediu coercitivamente Mirelle, a filha do prefeito, em casamento. Com a recusa desta, o malfeitor decidiu punir a vila com uma maldição. O aventureiro é contratado para eliminar o maléfico ser. Zanbar Bone aparenta ser um Lich (feiticeiro morto-vivo) ou um Demônio muito poderoso e invencível. Ninguém sabe sua verdadeira fraqueza, exceto o mago Nicodemus, que vive em Porto Blacksand. A missão do herói será encontrar este mago e descobrir a fraqueza de Zanbar Bone e derrotá-lo assim, em seu próprio covil. No entanto, Porto Blacksand é a famosa “Cidade dos Ladrões”, um antro de ladrões, piratas, mendigos, malfeitores, assassinos e criaturas do mal. Execuções em praça pública, torturas de prisioneiros e toda sorte de crueldades são rotina diária em um lugar onde o mal parece ser incentivado. Um lugar infestado por doença e decadência, governada com mão-de-ferro por um maligno e cruel tirano: um ex-pirata oriundo do distante continente de Khul, Lorde Azzur. Os guardas da cidade são igualmente malignos e corruptos. Somente a sorte muito grande pode fazer um viajante sobreviver pelo menos duas noites nesse maldito lugar. Mas é nesse refúgio do caos que reside o bom mago Nicodemus – a única fonte de esperança de sucesso da missão.

Este é um dos melhores livros de Ian Livingstone e nos mostra uma escrita mais envolvente, cheia de enredo e reviravoltas na história. As masmorras dão espaço a um cenário no mínimo tão perigoso quanto: a cidade de Porto Blacksand. As ruas infestadas de perigos do porto oferecem um desafio e tanto ao leitor, pois cada esquina esconde surpresas muito desagradáveis ao personagem principal. Na cidade o aventureiro terá a oportunidade de interagir com os cidadãos, visitar tavernas lotadas de figuras sinistras e repulsivas, invadir casas para encontrar pistas, comprar artigos nas mais variadas lojas e estabelecimentos comerciais e escapar da corrupta guarda de Lorde Azzur, sempre fardada de preto, esperando roubar e ludibriar os cidadãos e viajantes inocentes. Depois de descobrir que as ruas de Blacksand são tão perigosas quanto corredores de masmorras, eventualmente o herói encontrará Nicodemus. O velho feiticeiro foi aprendiz do Grande Mago de Yore (Vermithrax Moonchaser), junto com Gereth Yaztromo e Pen Ty Kora. Após descobrir que é necessário encontrar certos artefatos para destruir Zanbar Bone e saber que eles podem ser encontrados na própria cidade, o herói parte para encontrá-los. Após estes eventos, o aventureiro deve se dirigir até a torre fortificada de Zanbar Bone, situada a dois dias de viagem ao norte de Porto Blacksand. E então começa a parte mais perigosa da aventura. A torre está repleta de mortos-vivos, Cães da Lua e outros servos de Bone, entre eles os Caçadores Andarilhos – os mais poderosos mortos-vivos a serviço do Príncipe da Noite.

O livro é de fato repleto de situações inusitadas e um enredo muito interessante. Blacksand é muito perturbadora e isso se nota em cada parágrafo lido, conforme as situações tornam-se cada vez mais perigosas e a descrição dos lugares, bem como os personagens ali inseridos também são muito bem escritos. Outro fator que eleva o conteúdo da história a um grau de qualidade superior é a ambivalência de cenários. Não apenas em uma masmorra ou uma floresta; desta vez nós visitaremos uma perigosa cidade repleta de ladrões, tavernas sombrias, casas, esgotos, um jardim com plantas carnívoras – e até mesmo um navio pirata! E finalmente a torre assombrada de Zanbar Bone. A qualidade do livro é de primeira e as missões também são bem variadas, pois quando se completa uma, surgem outras mais difíceis. A descrição dos lugares também melhorou sensivelmente, principalmente quando o personagem se encaminha para a torre do vilão. Os itens necessários para se enfrentar Zanbar Bone também estão muito bem protegidos, mas o grande desafio será a combinação correta que deverá ser feita para criar a arma que pode destruir Zanbar Bone. Um único erro será fatal. A batalha contra Zanbar Bone envolve sorte e a escolha dos itens corretos. O uso da força contra ele é inútil, embora ela seja útil contra seus servos. A escolha certa também dependerá muito da esperteza do leitor em saber raciocinar corretamente a lógica pretendida pelo autor. O final também é muito legal (embora seria muito mais divertido se o herói pudesse se casar com Mirelle, não?). Finalmente a participação de Nicodemus também poderia ser melhor trabalhada, embora sua aparição na história seja de fato muito importante para a conclusão da história. A Cidade dos Ladrões é um excelente livro, envolto com um bom enredo, com a inserção de personagens fantásticos, situações interessantes, um bom vilão e finalmente – com uma cidade construída sob uma imaginação e criatividade funcionando a pleno vapor!

Notas e curiosidades:

  • Um dos guardas da cidade de Porto Blacksand, o Troll conhecido com Barriga Azeda é irmão da Troll Erva, que apareceria mais tarde no livro seguinte “O Calabouço da Morte”.
  • Muitos fãs acreditam que o gato preto que aparece na introdução da aventura é Zanbar Bone, pois este pode se transformar em um, e o faz no final. No entanto isto é um erro, pois Zanbar Bone, durante o dia, vive em outra dimensão.
  • A cidade seria o cenário principal de um outro livro da série – “O Ladrão da Meia-Noite”.
  • A origem de Zanbar Bone é desconhecida e pouco explorada. É descrito como um esqueleto de olhos verdes, vestindo uma capa negra e uma coroa dourada, portando uma foice como arma. Possui uma gama de poderes necromânticos e de ilusão. Não pode ser ferido por armas mundanas. É considerado por muitos como sendo um Lich – um feiticeiro que decidiu viver como morto-vivo ou um demônio muito poderoso.
  • O livro foi relançado em 2 de Setembro de 2002 pela editora britânica Wizard.
  • No Brasil, foi o quarto livro a ser publicado da série.

Localização: Norte de Allansia, Titan.
Localidades: Silverton, Porto Blacksand, Torre de Zanbar Bone.
Referências: 400

Review por: Thiago Macieira

3 Respostas

  1. massa demais….

  2. Gostei muito desse livro, mas achei o final meio fraquinho, como você disse, se o heroi casasse com mirelle seria bem mais emocionante (mas não tem final melhor do que o de criatura selvagem).
    So discordo em uma coisa que você disse, o grande problema não é saber a combinação certa para vencer Bone(mesmo que a errada o leve a morte, você ja sabe o caminho), mas sim achar os itens necessários, principalmente a tatuagem que depende só de um pequeno detalhe.😄

  3. Acho que seria interessante que não se comentasse certos detalhes dos livros, pois quem lê as resenhas e opiniões,muitas vezes o faz para saber um pouco do enredo em questão, e o que achou quem já o leu, afim de decidir qual livro comprar, o que é o meu caso..hehe, e muitas vezes acabamos descobrindo alguns pontos que acabam fazendo que a surpresa não seja a mesma em determinados momentos da leitura…
    Show de bola esse site!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: