23. Fortaleza dos Pesadelos

Fortaleza dos Pesadelos

Fortaleza dos Pesadelos

Título original em Inglês:
Beneath Nightmare Castle

Título em Português (PT):
O Castelo dos Pesadelos

Numeração original:
# 25

Autor:
Peter Darvill-Evans

Lançamento (edição original):
26 de Fevereiro de 1987

Ilustrações:
Dave Carson

Ilustração da capa por:
Terry Oakes

Tradução para Português-BR:
Lilia Leal de Oliveira

Criaturas de seus piores pesadelos encontram-se sob a Fortaleza de Neuburg! Nesta aventura, você se encontra em Neuburg, outrora uma agradável cidade em Khul, mas agora lar de vis monstros gerados por perversa feitiçaria. Um horror muito antigo foi novamente acoedado das profundezas abaixo da Fortaleza e você terá que enfrentá-lo e libertar a cidade e seu amigo. O barão Tholdur, de seu maléfico encantamento. Mas cuidado! Nas profundezas encontram-se armadilhas e terrores horrendos, à espera para destruí-lo! Você terá sucesso? Só se for o herói que diz ser…

“Fortaleza dos Pesadelos” ou em sua tradução literal, “Sob o Castelo dos Pesadelos” é um livro jogo que marca a estréia do escritor Peter Darvil-Evans e também inaugura um novo estilo para as aventuras da série. Com uma habilidade única, o escritor incrementa elementos de horror à fantasia medieval, fazendo desta aventura uma das mais perturbadoras de todas já lançadas desde então, desde “Mansão das Trevas”. O leitor interpreta um viajante e experiente soldado que decide realizar uma visita à cidade de Neuburg, que é governada por seu amigo e companheiro de batalhas, o Barão Tholdur. Lá, ele espera ser bem recebido e passar algumas semanas de luxo e conforto. No entanto, em um momento de distração, o herói é capturado por um grupo de guerreiros sulistas, da distante cidade de Zagoula, e aprisionado em uma das masmorras sob uma das torres da muralha que circunda Neuburg. Com a ajuda de um estranho, o protagonista consegue escapar e busca proteção em uma da estalagens da cidade. Ocorre que o leitor descobre mais tarde que Neuburg, outrora uma cidade pacífica, próspera e hospitaleira, agora é aterrorizada à noite por criaturas maquiavélicas que matam qualquer andarilho desavisado durante à noite e levam seu cadáver para Fortaleza de Neuburg, no norte da cidade. Após testemunhar o terror na região durante à noite, de manhã o herói sai para investigar mais o lugar e descobrir o que está acontecendo. De acordo com suas pistas, ele descobre que o barão Tholdur se aliou aos guerreiros sulistas de Zagoula, que agora ameaçam constantemente a cidade, cobrando pesados impostos, aterrorizando os indefesos e assassinando qualquer um que se opuser ao regime. É sabido também que o Barão Tholdur aparentemente está sob a influência direta de uma feiticeira zagoulana, que está liberando o terror na cidade, libertando criaturas assassinas toda noite na região. Com isso o herói decide invadir o castelo do Margrave (título dado ao governante de Neuburg) e libertar a cidade de Neuburg do mal que a aflige por causa dos sulistas. Após sofrer diversos atentados e testemunhar inúmeros terrores criados por feitiçaria negra nas profundezas da Fortaleza, o herói descobre que os planos dos sulistas é libertar de seu aprisionamento o maligno feiticeiro Xakhaz, que há trezentos anos atrás tentou dominar Khul e, após sua derrota pelos sacerdotes guerreiros de Oiden, liderados por Skarlos, teve seu corpo físico destruído e seu espírito maldoso foi trancafiado nas profundezas da terra. Um templo foi construído para vigiar o espírito e a Fortaleza foi construída logo em seguida em cima do templo. Por enquanto Xakhaz está apenas se fortalecendo, alimentando-se de partes de corpos em decomposição de homens e animais, mas em breve será uma ameaça imortal. O herói deverá encontrar um caminho dentro do castelo que o leve para as câmaras mais profundas e as entradas para o Templo abandonado de Oiden, onde se encontra Xakhaz, e destruí-lo de uma vez por todas e libertar seu velho amigo Tholdur do terrível encantamento da bela feiticeira Senyakhaz.

“Fortaleza dos Pesadelos” é um livro que tem um estilo único em relação aos outros livros da série. Ele é gótico, aterrorizante e sádico em muitas de suas descrições. O livro é permeado por dezenas de parágrafos “fim da linha”, quer dizer, onde o herói falha em completar o livro. Ocorre que os parágrafos são descritos de maneira muito detalhada, com mortes caprichadas e pertubadoras – como se o escritor estivesse sentindo um prazer em detalhar sua morte. Conforme o herói vai chegando à conclusão do livro, as mortes vão ficando mais exageradas e mais terríveis de se ler. O escritor também é um pouco cruel quando permite que o herói, ao perseguir uma pequena ladra no mercado da cidade, confronte e mate meia dúzia de pivetes ladrões. Tudo bem que é matar ou morrer, mas não poderíamos substituir as crianças por adultos? Há situações descritas no livro realmente repugnates, como ao derrotar o vilão principal, o herói pega uma caixa onde está aprisionado o espírito do feiticeiro de dentro do cérebro do inimigo. Outro fator que poderíamos observar é que pela primeira vez lemos um livro (pelo menos na edição brasileira) que descreve um pouco mais da história do continente de Khul, principalmente sua área central, onde fica Neuburg e Zagoula. Os livros anteriores detalhavam partes isoladas de Khul, como Hachiman ou a Floresta de Affen, e desta vez nós estamos mais perto do cotidiano da área mais influente do continente. O livro também tem algumas características interessantes. Primeiro, o protagonista já começa o livro capturado e preso em uma espécie de porão, portanto ele inicia o jogo sem armas ou dinheiro. Segundo nós temos um quadro novo conhecido como Força de Vontade, cuja característica principal fundamenta a sanidade do aventureiro, pois ele conhecerá diversas criaturas sinistras que poderão levá-lo à loucura, e portanto, cuidado! Por falar em criaturas, este livro é repleto de monstros novos que deixariam o livro “Out of the Pit” morto de inveja! Vlodblad, Sugadores de Sangue e outros, todos criados pela vil feitiçaria de Xakhaz. Outro ponto importante do livro é sua liberdade de movimento. O herói pode se deslocar para onde bem entender pela fortaleza e pela cidade até chegar à conclusão, então não é de se admirar que o livro possua vários caminhos para se chegar ao final, embora um dos caminhos o leve em direção aos dois pedaços perdidos do Tridente de Skarlos. Este tridente é uma arma maravilhosa, que foi usada por um dos lendários heróis da cidade contra o general Vlax, o então braço direito de Xakhaz, há anos atrás nas guerras antes da fundação de Neuburg. Se o leitor conseguir encontrar esta arma, bem como o Amuleto de Loth, então as coisas ficarão bem mais fácil para o herói. Por falar em inimigos, os principais perseguidores do herói serão os espadachins sulistas de Zagoula. Estes guerreiros que lembram muito os soldados turcos do antigo Império Otomano, vestem mantos brancos que o cobrem dos pés à cabeça e cimitarras, são implacáveis e parecem baratas, pois quanto mais você elimina, mais aparecem. Eles são liderados pela bela feiticeira Senyakhaz, responsável por acordar o antigo mal da cidade. Ela é uma ilusionista muito boa e a única dica que posso dar é não confiar em sua beleza e nem ter pena dessa traiçoeira inimiga. O vilão principal do livro, Xakhaz, é talvez o cara mais nojento que o leitor terá tido a oportunidade de ver em toda a série. É um monte de corpos de animais, insetos e humanos ensanguentados amontoados para formar um único ser. É repugnante e se não tiver encontrado os itens corretos para vencê-lo a batalha vai ser muito difícil, pois ele é muito poderoso. Mas dá para vencê-lo sem precisar se mexer muito, utilizando um único item.

Este livro, enfim, é um dos melhores da série, pois apresenta uma nova forma de se escrever um livro-jogo, apresentando uma história com um enredo muito rico em detalhes, ótimos diálogos, novas criaturas, novas armadilhas e situações muito criativas. Muitos dos personagens não estão inclusos ali apenas como figurantes. Boa parte possuirá uma enorme relevância no decorrer da história, exceto talvez a menina da capa. A jovem aprisionada por uma armadura enfeitiçada é a filha adotiva do Barão Tholdur, mas não possui muita importância no decurso da aventura. Evite se possível, pois não há como libertá-la sem derrotar Senyakhaz. No mais, a estrutura da aventura, como já dito, é uma excelente aventura, que mescla aventura urbana, com masmorras e o final também é muito legal. Altamente recomendável, principalmente para aqueles leitores que desejam saber mais (mas não muito) da história de Khul.

Notas e curiosidades:

  • O livro possuía uma ilustração que foi retirada na publicação que mostrava o parágrafo 50, onde uma mulher atacava o herói com uma boca cheia de tentáculos. O desenho, embora fosse perfeito, foi considerado muito forte e aterrorizante para o público mais jovem e foi descartado.
  • Dave Carson, o ilustrador do livro, disse que esta ilustração retirada foi seu melhor trabalho em toda a série.
  • O autor escreveu mais dois livros: “Portal of Evil” e Spectral Stalkers”, todos eles ambientados em khul e ligados à Neuburg.
  • Quando este livro foi lançado em sua primeira edição, existia uma ilustração da capa do livro seguinte (A Cripta do Feiticeiro) que seria publicado dois meses depois.
  • Dependendo da interpretação, o livro não publicado “Spectral Stalkers” é uma continuação de “Fortaleza dos Pesadelos”.
  • Margrave era um título que se dava aos soberanos fronteiriços do Sacro Império Romano-Germânico. Em alemão, Markgraf (Conde de Marca), sendo que o seu correspondente na heráldica portuguesa, francesa e espanhola é Marquês. Tratamento de Seine/Eure Erlaucht (equivalente ao Sua/Vossa Graça).

Localização: Khul, Titan.
Localidades: Cidade de Neuburg.
Referências: 400

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: