Entrevista com Mel Grant sobre a capa de “O Calabouço da Morte”

A entrevista abaixo foi realizada pelo site fighting fantasy gamebooks e trata-se da ilustração da capa da reedição inglesa do livro “O Calabouço da Morte”, feita por Mel Grant.

barra_verde

FIGHTING FANTASY™ #3: DEATHTRAP DUNGEON

Deathtrap Dungeon (O Calabouço da Morte) foi a primeira capa encomendada ao talentoso artista da série Fighting Fantasy, Mel Grant. A arte de capa original da Penguin Books foi originalmente ilustrada pelo artista Iain McCaig e é um clássico que permanece popular até os dias de hoje. A nova arte de Mel Grant trata-se de uma releitura de uma ilustração original do interior do livro, onde mostra um esqueleto em um trono no interior do labirinto da Prova dos Campeões.

Esboço Deathtrap Dungeon

Esboço Deathtrap Dungeon

FFG: Mel, de onde veio e quais foram as instruções para essa nova capa?

MG: A instrução para esta capa veio do Jeremy Cox, da Icon Books. Inicialmente, eu iria fazer a ilustração de capa do livro “Citadel of Chaos”, mas Ian Livingstone queria que eu fizesse essa capa primeiro.

Existe um desenho do personagem presente no interior do livro e eles queriam que a arte da capa se baseasse no mesmo. Um jpeg com o desenho me foi enviado por e-mail e eu comecei a ilustração a partir dele.

FFG: Você pode explicar como você pintou a nova capa?

MG: Eu fiz uma série de esboços como aquecimento e então finalmente um esboço em A3 desenhado a lápis azul. Esse eu escaneei, e mandei o jpeg para o Jeremy e o Ian para o “Okay!”. Após pequenas alterações, pintei digitalmente a arte. Ian sugeriu a adição dos ratos e foi isso. Não me lembro exatamente quanto tempo levou para pintar pois também estava fazendo outras coisas ao mesmo tempo, mas eu diria cerca de quatro ou cinco dias. O original foi provavelmente em tamanho A3, mas então eu redimensionei para poder se adequar ao formato do livro.

Desde então, tenho trabalhado em mais alguns em tamanho A2, se aproximando de A1. Quando eu pinto a óleo, geralmente utilizo um quadro de tela ou lona esticada com cerca de 51×76 centímetros. Agora, quando trabalho digitalmente, eu não preciso que seja tão grande. Eu ainda continuarei trabalhando com escalas maiores que o tamanho final, mas sempre redimensionarei para o tamanho correto antes de enviá-los.

Se eu precisar dele maior, isso não será um problema, pois posso escalonar com o Photoshop e então ajustar contrastes, cores e etc. Os esboços a lápis eu geralmente faço em tamanho A3 (A4 acho muito pequeno). Eu escaneio em pares em um scanner A4 e depois uno-os no Photoshop Algumas vezes eu faço esboços maiores e tenho que escaneá-los em várias etapas. Outras vezes eu escaneio as pinturas ou utilizo uma câmera digital.

Deathtrap Dungeon

Deathtrap Dungeon

FFG: O quão grande era a pintura?

MG: A ilustração original geralmente é duas vezes o tamanho das capas, ou maior. É um equilíbrio entre o tamanho e o que o processador pode aguentar. Isso também ajuda se estiver bastante memória RAM. Ás vezes, eu estou manipulando pixels tão rápido que esqueço que o computador tem um trabalho a manter. Eu trabalho em 360 dpi, mas frequentemente agora estou utilizando 400 dpi. Uma das grandes vantagens de se trabalhar digitalmente é que a tela é flexível.

Para produzir uma capa, a menos que eu tenha instruções específicas do que exatamente é desejado, eu leio o livro e vejo o que me inspira. Para os livros da série Fighting Fantasy, eu tive uma descrição de ação, na qual eu utilizava e poderia usar minha imaginação a partir disso. O pontapé inicial é uma série de pensamentos e desenhos que chega a ser por vezes, doloroso. Uma vez que eu tenha o esboço e esteja feliz com ele, eu transfiro-o para uma tela se a pintura for à óleo, ou para o computador, caso a pintura seja digital. E então eu só irei me divertir com ele até que ele esteja pronto.

Estou planejando produzir um livro com meus trabalhos. É a próxima coisa da minha lista a fazer. Eu já tenho uma boa idéia para o conteúdo e a forma como deve ser, só falta encontrar a editora e o momento certo.

FFG: Obrigado Mel!

Comparação das duas edições

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: