Razaak, o que não morre.

Razaak

Razaak

Razaak

Razaak é o vilão principal do livro-jogo “A Cripta do Feiticeiro”.
Ele é um terrível Necromante que pode ser considerado como o mais difícil antagonista jamais visto em um livro da série Fighting Fantasy.

Aparência Física

As únicas palavras que vêm em mente quando se enfrenta Razaak são: hediondo, repugnante e repulsivo. Ele é de longe um dos vilões mais horrorosos. Pequeno, careca, corcunda e deformado. Ele tem uma pele de aparência pútrida e um crânio avantajado, seu olho esquerdo é anormalmente pequeno enquanto que seu olho direito é bem saliente, seus braços são magros, o esquerdo é mucho e o direito é tão longo que encosta no chão. É difícil de acreditar que uma vez ele fora um humano normal capaz de empunhar uma espada.

Histórico

Razaak é filho de um homem chamado Tamal que possui escrito em sua lápide que sua alma é o seu filho. Nenhuma outra informação acerca de seu pai é conhecida.
Razaak era, há mais de cem anos atrás, aprendiz de um poderoso mago cujo nome não está registrado, mas os indícios levam a crer que poderia ter sido Vermithrax Moonchaser, o Grande Mago de Yore. Razaak era um aprendiz promissor e cultivava um fascínio pelo que seu mestre contara sobre a magia negra dos Xamãs, Elfos Negros e Demônios. Em uma determinada noite, Razaak percebeu que poderia se tornar um poderoso Necromante e ter Allansia de joelhos perante ele, então, decidindo que tinha muito talento para ser desperdiçado fazendo o bem, Razaak reuniu seus pertences e viajou para os desertos remotos, na ponta extrema das Terras Planas, onde permaneceu por quarenta anos em completa solidão estudando e praticando as artes arcanas.

Com seu aprendizado sólido se tornando um grande Necromante capaz de trazer os mortos de volta à vida, Razaak enviou mensagens a todos os nobres da terra exigindo que o reconhecessem como seu novo governante. Como era de se esperar, sua ordem não foi acatada, até porque Razaak era desconhecido nessas terras, então o Necromante enviou milhares de insetos negros que espalharam praga e peste por todas as terras e, junto com isso, uma nova mensagem, que tinham até a próxima lua cheia para o reconhecerem como seu líder ou as consequências poderiam ser piores. Uma horda de guerreiros foi enviada para assassinar Razaak, todos sem sucesso, morrendo na tentativa.

O único guerreiro que, posteriormente conseguiu algum sucesso com o Necromante, se chamava Kull. Ele possuía uma espada que achara nas mãos de um esqueleto em um lago no alto das Colinas Moonstone. A espada possuía uma lâmina encantada que era capaz de cortar uma armadura sem que ficasse cega ou marcada. Essa espada pertencera ao próprio Razaak e era a única arma capaz de feri-lo, mas teve que se desfazer da mesma como parte do pagamento ao pacto feito com as Divindades Demoníacas que o aceitaram em seu grupo como Necromante, então jogou-a em um lago pois não havia como destruí-la, somente restando suas facas de sacrifício como arma.
No momento em que Kull desafiara Razaak com sua espada, o Necromante lançou uma maldição sobre o guerreiro que fez com que sua pele saísse de seus ossos, transformando-o em um esqueleto que para sempre iria brandir sua espada. O então esqueleto, que um dia fora Kull, retornou ao lago onde encontrara a espada e agora navega de um lado para outro esperando que alguém a tome e o liberte para o sono da morte.

Razaak foi selado em um sarcófago de pedra que foi colocado numa fissura profunda no alto das Colinas Moonstone.

Cripta do Feiticeiro

Gargantis

Gargantis

A Cripta de Razaak foi reaberta um século depois de seu confinamento e provavelmente tenha sido feita por ladrões de sepultura desavisados.
Razaak se instalou nas Colinas Moonstone onde espalhou morte e praga ao redor. Ele ressurgiu um Gargantis e planejou construir um exército de Zumbis para tomar Allansia e destruir todos os traços de vida existentes, tornando-a uma terra de mortos-vivos. O jogador, ajudado e guiado pelo famoso mago Gereth Yaztromo e mais dois companheiros aventureiros, têm a missão de encontrar a espada de Razaak, derrotar o terrível Gargantis para obter seu chifre e coletar inúmeras relíquias antes de prosseguir para a luta contra o próprio Necromante.

Comentários

Razaak é de longe um dos mais protegidos e mais difíceis vilões de se derrotar. O jogador precisa se disfarçar como um dos seus agentes de serviço com um número e uma chave especial e necessita de saber seis números especiais para chegar a ele.
Por último, o jogador pode lutar contra Razaak que é um formidável adversário com 12 de habilidade e 20 de energia, considerando que há poucos meios para aumentar a própria habilidade do jogador e vários pelo qual ela pode ser reduzida. Se Razaak vencer duas rodadas de ataque em seguida, ele absorve a força vital do jogador, transformando-o em um zumbi e vencendo o combate. Jogadores veteranos queixam-se que ninguém consegue derrotar Razaak sem utilizar trapaças ou ser extremamente sortudo.
Em comum com Zanbar Bone, outro vilão criado por Ian Livingstone no livro “Cidade dos Ladrões”, Razaak absorve forças vitais e somente pode ser derrotado com a ajuda de um anel mágico.

Anúncios

Uma resposta

  1. Não é “só” o Razaak… o livro todo é MUITO DIFÍCIL. Eu pelo menos nunca cheguei muito longe neste. Existem toneladas de itens que é preciso encontrar, e se não me engano quatro deles são necessários justamente para enfrentar esse miserável.
    Fica aqui a minha dica: Sempre, repito, SEMPRE ouça o que Borri tem a dizer… Isso vai poupar problemas mais tarde.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: